Thais Monteiro Brum

AS AFLIÇÕES DO JUSTO

Posted on: 3 de abril de 2012

A paz do Amado Jesus para todos!

Estava aqui angustiada, buscando uma palavra que me consolasse/orientasse/encorajasse por causa das lutas que venho enfrentando com a saúde do meu principe Emanuel e me deparei um um texto meu, de quase 10 anos atrás. Meu Pai Celeste! Tua Palavra se renova a cada dia. Fui muito edificada e encorajo MEEESMO todos a lerem esta mensagem. Grande abraço!

As aflições do justo

Quando eu era mais novinha, no início de minha adolescência, tinha um grande sonho de ser jornalista e escritora. Cresci, amadureci e muitas coisas mudaram na minha vida. Graças a Deus por cada uma dessas mudanças!

Meu encontro com o Senhor e o despertar de um chamado muito maior do que minhas idéias e projetos de vida levaram-me a um momento decisivo: o de escolher entre os meus sonhos e os sonhos de Deus.

Eu precisava decidir para que lado do muro pular. Sim, eu precisava escolher entre fazer a vontade de Deus ou correr atrás dos meus próprios ideais (Mt. 6.24).

Foi difícil, foi doloroso, mas para a glória do Senhor escolhi mergulhar em sua vontade (1Pe. 3.17). Não me arrependo. A obediência traz frutos maravilhosos e nada se compara ao prazer de viver no centro da vontade de Deus. Obedecer realmente é muito melhor do que sacrificar (1Sm. 15.22). O Pai Celestial reserva o de melhor para nós e quando compreendemos isso e enfrentamos as renúncias que precisam ser feitas, um novo horizonte se abre diante de nós (1Co. 2.9). O horizonte da fidelidade de Deus. Um Deus de amor que jamais falha, ainda que muitas vezes as circunstâncias tentem enganosamente nos convencer do contrário.

Contudo, as promessas de Deus jamais se referem a uma vida perfeita, sem problemas ou sofrimento algum. Pensando assim é que muitos tropeçam. Inclusive eu quase tropecei. Acreditamos na ilusão de que tudo vai ser perfeito e feliz porque, afinal, escolhemos a Jesus. Alguns acham que podem até mesmo chantagiar ou barganhar com Deus dizendo: “Senhor, fiz tudo por amor a ti e recebo isso em troca?” Esquecemo-nos facilmente daquilo que nos atraiu para Ele: A CRUZ! E, como que ignorando seu inigualável sofrimento e sua incomparável prova de amor, apresentamos a Ele nossas “dorzinhas” como crianças pirracentas. Deus tenha misericórdia de nós De mim, Senhor! Muitos “pregadores de rosas” nos ensinaram isso, e continuam ensinando doutrinas que oferecem Jesus às pessoas como se fosse um carro ou uma casa nova. Mas a verdade é que escolher a Jesus nos leva a tomar uma posição de entrega total diante de Deus (Sl. 37.5). Nos coloca em uma nova dimensão. Somos confrontados, Deus nos revela nossas fraquezas, a necessidade de mudar os valores, os pesos e as medidas que regem nosso comportamento (2Co. 3.18). Cada pequena escolha ganha importância, pois, no reino de Deus, pequenos deslizes podem fazer grandes estragos (Gl. 6.7). E não apenas isso como também à medida que avançamos para Deus, avançam também contra nós as perseguições, as afrontas, as lutas e as dores. E isso tudo faz parte (1Co. 4.8-10). É o outro lado da moeda.

Quando Jesus nos chama, deixa claro que nem tudo serão flores na caminhada ao seu lado:“Tenho voz dito estas coisas para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16.33.)

Interessante é que Jesus não disse isso a ímpios. Ele disse aos seus discípulos, seus amigos mais chegados, pessoas que tinham intimidade com ele, que passavam dias inteiros ao seu lado. Não devemos nos enganar, pois se o mundo odiou a Jesus porventura nos amará? (João 15.18-19.)

Posso dizer a você, meu querido, que conheço de perto esses dois lados da moeda. Antes de me entregar ao Senhor, vivi anos de opressão, complexos, traumas e falsa felicidade. A vida parecia cruel comigo. A solidão era o sentimento mais presente em meu coração. Nada fazia sentido. Porém, depois de aceitar a Jesus, a minha vida mudou.

Ficou perfeita? Não! Pelo contrário, tenho clamado por dias em que eu possa respirar e descansar das “pancadas” que tenho levado. Todavia, descobri um amor maior e mais forte do que tudo que enfrento (1Co 13.1-13). Descobri a fonte desse amor (Sl. 87.7). Em Jesus encontrei o amor que cura minhas feridas, que liberta minha alma e traz vida ao meu espírito. Em Jesus encontrei o amor que me dá consolo e força. O amor que me sustenta e me encoraja a prosseguir mesmo quando tudo me leva a crer que chegou a hora de parar (Hb. 12.1-2).

Com Jesus a minha vida não é perfeita, porém é feliz. Você pode dizer: “Como você é feliz se você acabou de dizer que tem sofrido e enfrentado duras lutas?”

Aprendi que a felicidade não é a ausência de problemas, pois como teremos uma vida perfeita se somos imperfeitos? Vida sem problemas? Isto só será realidade na glória. A felicidade é a conquista da sabedoria, da força interior e da coragem para enfrentar os problemas, superá-los e sair vitorioso de cada um deles. Aprendendo pequenas ou grandes lições, crescendo e se aperfeiçoando no caráter de Jesus (2Co. 7.1). Conhecendo e vivendo na pele o cuidado, o amor e os milagres do Senhor.

Eu, particularmente, ando chorando mais do que bebê com fome. Só o Senhor sabe o nível de pressões que têm vindo sobre mim. Mas eu insisto em crer na fidelidade do Senhor! Eu insisto em continuar sonhando! Insisto em continuar servindo e adorando ao Único que é poderoso para trazer cura, restauração, paz e vitória na minha vida! Eu não abro mão de Jesus! Eu não abro mão de viver no centro da vontade dele! Eu encorajo você, meu irmão, a fazer o mesmo, a se posicionar comigo diante de Deus.

Você tem sofrido por amor a Jesus? Então creia que lhe honrará. Não se arrependa de ter aceitado o chamado de Deus! Não deixe o diabo lhe fazer pensar que não valeu a pena. Valeu a pena sim! E continua valendo…

Creia, sonhe, insista em sonhar os sonhos de Deus. Confie na sua provisão. Aprenda a descansar em seus braços (Sl. 131).

A verdade é que nesses momentos de deserto que tenho enfrentado, momentos de sustos, de perdas, de dores satanás procura capturar de mim uma única palavra de murmuração para que possa me acusar e me derrubar. Mas Deus tem sido comigo (Is. 41.8-10). Ele me faz recordar que uma vez tendo posto a mão no arado, não posso mais olhar para trás (Lc. 9.61). Não é tempo de parar. Em sua Palavra o Senhor tem me confortado e encorajado a prosseguir e insistir em crer que o tempo da restituição e da vitória há de chegar (Jl. 2.25). Já chegou!

Talvez você também esteja “na moenda” e cansado de ouvir jargões do tipo: “Vai ficar tudo bem”; “Vai dar tudo certo”; “Essa fase vai passar”. Por isso não quero lhe enfadar repetindo estas coisas. Isso tudo é consolo humano e só tem efeito superficial. Quero, na verdade, encorajá-lo e consolá-lo com a verdadeira fonte de cura que é a Palavra do Deus Vivo. Ela não nos promete que não teremos lutas, mas sim que sobre todas estas lutas seremos vitoriosos (Rm. 8.36-37).

Ela nos ensina que se com Ele sofremos, com Ele também seremos glorificados (Rm. 8.17). Que para cada experiência de vergonha, em lugar da nossa vergonha, dupla honra virá sobre as nossas vidas (Is. 61.7).

Cada palavra deste texto serve para mim, em primeiro lugar, pois eu preciso disso, preciso da força e do consolo do Senhor. Por isso me dispus a escrever sobre este assunto. A mesma vitória e restauração que quero para mim, desejo para você também, meu irmão. Porque eu e você somos um em Jesus! Somos Filhos amados de Deus! Filhos herdeiros!

E eu estou bem certa de que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada (Rm. 8.18)!

Vale a pena seguir a Jesus! Vale a pena ser um escolhido de Deus, ser um instrumento dele para levar seu amor a todas as nações e, principalmente, ao nosso próximo.

Vale a pena ser um justo de Deus. Ser filho amado do coração dele. Muitas são as nossas aflições, mas de todas o Senhor nos livra e sempre nos livrará.

Que o Pai lhe abençoe e lhe encoraje como tem me encorajado a prosseguir olhando somente para ele! Ele é tudo que precisamos para sermos felizes!

“Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra.” (Sl. 34.19)

Thais Monteiro Brum

Anúncios

4 Respostas to "AS AFLIÇÕES DO JUSTO"

A paz do Senhor!
Minha querida irmã, a palavra de Deus não se renova e sim as Misericordias de Deus!

Irmão, quando dizemos que a Palavra de Deus se renova não dizemos que surgem novos textos, versiculos ou capitulos e sim que os mesmos textos, versiculos, e capitulos, ganham novo sentido, novo significado, nova cor a cada dia dependendo de qual o foco do Espirito Santo para nós em cada epoca da nossa vida. De qualquer forma, muito obrigada por comentar. Grande abraço.

Obrigada por postar este texto.. Eu estava precisando de uma palavra assim e Deus a usou pra que Ele falasse comigo! Que Deus continue abençoando vc e sua família! Bjs!

amada obrigada pelas palavras de encorajamento. que o Senhor lhe renove as forças a cada dia. grande abraço

Expresse sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Thais Monteiro Brum

Sentindo e curtindo no ar um cheiro de novos tempos

“Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz…” Isaías 43:19

Olá amados de Deus!

A paz e a graça do Senhor Jesus sejam com todos.

Este ano tem sido um ano muito especial e poderoso em Deus. Em muitos aspectos sinto a minha vida e a vida de pessoas que amo avançando rápido para diversas mudanças positivas. Há um sentimento em muitos corações de que este é um tempo de viver o novo de Deus.

“E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” (Apocalipse 21 : 5)

E dentro deste contexto de despertamento, renovo, mudanças e avanços espirituais estou recomeçando um blog, do zero. Sinto que será uma oportunidade maravilhosa de repartir com mais vidas aquilo que vivido com Deus e já a quase 10 anos venho repartindo em sites diversos.

Espero que este seja um lugar para você ser abençoado sempre que desejar ou precisar. Espero também que aqui eu seja abençoada pelos comentários que chegarão.

Mais do que sentir um cheiro de “novos tempos” é preciso viver estes novos tempos. E isso só se faz dando NOVOS PASSOS.

Que cada coração seja encorajado neste dia a buscar uma alegria e vigor novos na presença do Senhor. Que cada coração esteja disposto a pagar o preço embutido no caminho de novas conquistas.

Um Deus grande faz grandes coisas na vida daqueles que se colocam à Sua disposição para viver Seu Querer.

“Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele…” (II Crônicas 16 : 9)

Com amor

Thais Monteiro Brum

http://twitter.com/#!/thaissmbrum

“Ensina-nos a contar os nossos dias…” (Salmos 90:12)

abril 2012
S T Q Q S S D
« fev   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
%d blogueiros gostam disto: