Thais Monteiro Brum

Para mamães com carinho!

Posted on: 29 de setembro de 2011

Ei, como estão?  Que a paz de Cristo preencha cada coração!

Em cada fase da nossa vida, temos experiências e aprendizados diferentes. Um dia fui edificada por textos que encorajavam a esperar o marido dado por Deus. Depois, me alimentava com mensagens de ânimo e fé pois queria engravidar e não podia. Hoje, tenho sido profundamente abençoada por diversas ministrações a respeito da realidade de uma mãe e dona de casa. Esse texto abaixo foi feito por minha grande amiga Michele Rodrigues, companheira em todas as fases anteriores de minha vida desde que nos conhecemos. E agora, companheira em minha nova vida como mãe e mulher “do lar” rsrsrs

 Espero que todas as mamães sejam edificadas por este texto tão consolador para o meu coração agitado e preocupado (sempre rs).

 

A culpa é da mãe

 

Quantas de nós não já ouviu essa frase?

Se a criança vai mal na escola, a culpa é da mãe.

Se está gordinha, a culpa é da mãe.

Se está muito magrinha, a culpa é da mãe.

Se faz birra, a culpa é da mãe que não disciplina.

Se adoece, a culpa é da mãe que não cuida direitinho.

Se uma criança mal comportada apronta em uma festa ou na rua, logo lançam a sentença: “essa criança não tem mãe?”

 

Seja qual for o problema, se algo deu errado, a culpa sempre é da mãe. Vivemos em uma sociedade machista (ainda com a cabeça de 1900 e antigamente) onde acredita-se que toda e qualquer responsabilidade sobre os filhos é da mãe.

É claro que nossa responsabilidade é grande e damos o nosso melhor não só pra responder a essa cobrança da sociedade, mas também para o bem de nossos pimpolhos.

Mas quando algo dá errado, será que a culpa é da mãe mesmo?

Essa semana conversei com duas mamães que estavam arrasadas por não conseguirem dar conta de tudo. Uma porque o bebê chora demais e aí dizem que a mãe que dá manha, a mãe não o corrige, a mãe não faz nada que é certo. E por conta do chororô do pequeno, ela não consegue arrumar a casa, cuidar do filho mais velho, ser a super esposa e por isso ela se sentia angustiada e infeliz. E outra que o filho tirou nota vermelha na escola, o que a fez se sentir a pior das mães.

Como me disseram uma vez, ser mãe é comprar passagem só de ida para o país da culpa.

Mas será que precisa ser assim mesmo?

A resposta é: não!

Primeiramente precisamos entender ao concebermos um filho, não somos transformadas em nenhuma divindade poderosa que não vai errar nunca! Crescemos com nossos filhos, aprendemos com eles e aprendemos tanto com nossos erros quanto com os acertos.

Mas se você já se sente assim, aí vão algumas dicas:

1)      Liberte-se da culpa!

O primeiro passo para largar a angústia que a culpa traz, é libertar-se dela. É fundamental que a mamãe aprenda que os filhos são orientados, bem cuidados, bem ensinados, mas não temos total domínio sobre eles. E que bom que é assim porque senão não seriam humanos, seriam marionetes rss Então notas vermelhas poderão aparecer, algumas birras também, algumas doenças vão nos tirar o sono. Mas encare com naturalidade entendendo que isso faz parte do crescimento e desenvolvimento deles.

 

2)      Não se cobre tanto!

É difícil uma mãe entender que não precisa exigir tanto de si mesma. Mas o sentimento de culpa só traz tristeza, insatisfação e se a mamãe mergulhar nisso, acabará focando tanto no problema que esquecerá as coisas boas que tem acontecido, do que tem dado certo e até mesmo da magia do sorriso dos filhos. Tentaremos acertar sim, mas buscar um perfeccionismo louco, não.

 

3)      Se aconteceu de fato um erro, aprenda com ele!

Ao invés de ficarmos nos lamentando quando algo errado acontece, devemos aprender com o erro e não voltar a cometê-lo. Certa vez deixei meu pequeno na cama brincando e num cochilo que dei, ele caiu. Fiquei arrasada, com as pernas bambas, mas aprendi: deitar com ele na cama sem o apoio no canto, nunca mais.

 

4)      Divida a carga com o papai

Precisamos aprender a dividir os cuidados dos filhos, principalmente no que diz respeito à educação e disciplina, com o papai. Alguns papais são omissos e/ou algumas mamães assumem toda responsabilidade pela educação do filho. Mas isso está errado. É preciso que haja sintonia entre o casal e o entendimento de que a criação dos filhos é de responsabilidade de ambos, não única e exclusivamente da mãe.

 

Bom, eu poderia citar muitas dicas aqui mas sobretudo mamães, não se cobrem tanto assim. Criar filhos é uma jornada linda, um grande desafio e como em qualquer percurso, muita coisa pode sair conforme nós planejamos mas nem sempre será assim. Não há razão para buscarmos um perfeccionismo desenfreado que só nos fará mal. Dê o seu melhor sim, mas entenda que nem tudo será perfeito. Quando a culpa quiser atormentá-la novamente, jogue-a pra bem longe, aprenda com o erro mas não permita que isso tire o brilho e alegria dessa grande aventura de ser mãe.

Um grande beijo a todas as companheiras de jornada,

 

Michele Rodrigues

@midjesus

Anúncios

Expresse sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Thais Monteiro Brum

Sentindo e curtindo no ar um cheiro de novos tempos

“Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz…” Isaías 43:19

Olá amados de Deus!

A paz e a graça do Senhor Jesus sejam com todos.

Este ano tem sido um ano muito especial e poderoso em Deus. Em muitos aspectos sinto a minha vida e a vida de pessoas que amo avançando rápido para diversas mudanças positivas. Há um sentimento em muitos corações de que este é um tempo de viver o novo de Deus.

“E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” (Apocalipse 21 : 5)

E dentro deste contexto de despertamento, renovo, mudanças e avanços espirituais estou recomeçando um blog, do zero. Sinto que será uma oportunidade maravilhosa de repartir com mais vidas aquilo que vivido com Deus e já a quase 10 anos venho repartindo em sites diversos.

Espero que este seja um lugar para você ser abençoado sempre que desejar ou precisar. Espero também que aqui eu seja abençoada pelos comentários que chegarão.

Mais do que sentir um cheiro de “novos tempos” é preciso viver estes novos tempos. E isso só se faz dando NOVOS PASSOS.

Que cada coração seja encorajado neste dia a buscar uma alegria e vigor novos na presença do Senhor. Que cada coração esteja disposto a pagar o preço embutido no caminho de novas conquistas.

Um Deus grande faz grandes coisas na vida daqueles que se colocam à Sua disposição para viver Seu Querer.

“Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele…” (II Crônicas 16 : 9)

Com amor

Thais Monteiro Brum

http://twitter.com/#!/thaissmbrum

“Ensina-nos a contar os nossos dias…” (Salmos 90:12)

setembro 2011
S T Q Q S S D
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d blogueiros gostam disto: