Thais Monteiro Brum

A LIÇÃO DOS CORVOS

Posted on: 16 de agosto de 2011

Ontem me amado milagrinho Emanuel, de oito meses disse “mamãe” pela primeira vez. Estou nos céus de felicidade por essa tão simples experiencia. E isso me trouxe à memória este texto escrito por mim à muito tempo, quando estava sofrendo pelas notícias de infertilidade que faziam parecer longe ou inatingível o sonho de ser mãe. E relendo, vi que aquilo que preguei se concretizou e mim. Dedico-o à amiga Roberta Mendonça e todos que tiveram ou estão tendo noticias ruins: O Senhor se mostrará fiel à cada um e o milagre está mais perto do que imaginam! Bjs

A lição dos corvos

Seu nome era Elias, o profeta. Homem também. Uma só pessoa, duas realidades. A realidade do espírito (sensível a Deus) x a da carne (sensível às circunstâncias).

Nos últimos dias estive abatida. Foram dias confusos e dolorosos. Posso testemunhar muitas vitórias em várias áreas da minha vida, mas quanto ao meu calcanhar de Aquiles, meu espinho na carne (2Co 12.7), ele ainda está me espeta. E quando tudo já estava difícil, vem uma notícia pior. Um tiro certeiro do diabo? Não! Uma grande sacada de Deus! Ele sempre acerta! E como sempre, encontrei a resposta na Palavra. Em 1 Reis 17.1-6, vemos o cenário caótico de Israel sendo impactado pela dura profecia de Elias: “Não choverá, nem cairá orvalho nesta terra…” (v.1). Era Deus agindo em sua vida para curar o povo da idolatria. Só que o deserto também o afetaria. Por amor, o Senhor lhe manda ir para o oriente esconder-se junto ao ribeiro de Querite (v.3). Deus lhe avisa que ele deveria beber do ribeiro, mas o alimento sólido viria de corvos enviados por Ele. É aqui que eu quero chegar.

Se não fosse o aviso de Deus, Elias poderia ter se assustado com a chegada dos corvos. São aves sombrias, sinal de maus presságios. Elias já estava sozinho, com fome, vendo seu povo padecer e ainda surge “aquilo?” Era a última coisa que ele gostaria de ver! Para completar, corvos são necrófagos (gostam de coisas mortas). Ele poderia pensar: “Acabou, vou morrer”. Mas junto àquelas figuras feias, estava o seu sustento. Nós vivenciamos isso. Estamos no deserto, sofrendo e quando parece que vai melhorar, tudo parece piorar! A gente entra em crise. Mas Elias tinha de sobra o que por vezes nos falta. Elias tinha a direção de Deus, o olhar dele sobre o seu deserto. Sua intimidade com Deus lhe trouxe entendimento (Sl 25.14): ”Parece assustador, filho, mas sou Eu agindo. Confie.”

Nós só esperamos boas notícias, mas os desertos desta terra sempre nos afetarão. Sempre teremos um calcanhar de Aquiles, um espinho na carne, uma situação onde Deus parece ainda não ter agido. Nesses desertos, precisamos entender que somente a graça nos basta (2Co 12.9). Não é Deus dizendo, indiferente à nossa dor, “Pare de reclamar! Já tá de bom tamanho a graça!” Mas sim que precisamos passar por alguns desertos, há um propósito e a única coisa suficiente para nós, nestes momentos, é a Graça de Deus (1Pe 3.15).

Num mundo mascarado, quase nada é o que parece (Jr 17.9). Coisas “boas” como dinheiro e fama podem nos levar a um eterno estado de morte (Rm 8.5,6a). Mas aquilo que às vezes nos assusta, se enfrentarmos, contribui para o nosso amadurecimento. E vamos sendo guiados a um eterno estado de vida. Quero aprender com os corvos espirituais! Existem situações que me apavoram, mas certamente essas situações estão contribuindo para o meu crescimento espiritual. Estamos aqui para cumprir o que realmente importa: a boa, perfeita e agradável vontade de Deus (Rm 12.2).

Você pode orar como Jesus: “Se possível for, passa de mim este cálice” mas que a sua oração também termine como a dele: “sobretudo seja feita a tua vontade” (Lc 22.42).

Confusos? Talvez. Confiantes? Sempre! Porque Deus é bom!

Thais Monteiro Brum

Líder de Louvor na Igreja Metodista em São Pedro de Alcântara – Pádua/RJ

Anúncios

Expresse sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Thais Monteiro Brum

Sentindo e curtindo no ar um cheiro de novos tempos

“Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz…” Isaías 43:19

Olá amados de Deus!

A paz e a graça do Senhor Jesus sejam com todos.

Este ano tem sido um ano muito especial e poderoso em Deus. Em muitos aspectos sinto a minha vida e a vida de pessoas que amo avançando rápido para diversas mudanças positivas. Há um sentimento em muitos corações de que este é um tempo de viver o novo de Deus.

“E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” (Apocalipse 21 : 5)

E dentro deste contexto de despertamento, renovo, mudanças e avanços espirituais estou recomeçando um blog, do zero. Sinto que será uma oportunidade maravilhosa de repartir com mais vidas aquilo que vivido com Deus e já a quase 10 anos venho repartindo em sites diversos.

Espero que este seja um lugar para você ser abençoado sempre que desejar ou precisar. Espero também que aqui eu seja abençoada pelos comentários que chegarão.

Mais do que sentir um cheiro de “novos tempos” é preciso viver estes novos tempos. E isso só se faz dando NOVOS PASSOS.

Que cada coração seja encorajado neste dia a buscar uma alegria e vigor novos na presença do Senhor. Que cada coração esteja disposto a pagar o preço embutido no caminho de novas conquistas.

Um Deus grande faz grandes coisas na vida daqueles que se colocam à Sua disposição para viver Seu Querer.

“Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele…” (II Crônicas 16 : 9)

Com amor

Thais Monteiro Brum

http://twitter.com/#!/thaissmbrum

“Ensina-nos a contar os nossos dias…” (Salmos 90:12)

agosto 2011
S T Q Q S S D
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
%d blogueiros gostam disto: